Brasil repudia ataque contra a primeira-ministra da Dinamarca

Danish Prime Minister Mette Frederiksen arrives at the Danish Parliament in Christiansborg Palace
© Ritzau Scanpix/Direitos reservados

Por Agência Brasil — A agressão sofrida pela primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, foi repudiada pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil (MRE) que, por meio de nota, afirmou nesse sábado (8) que tomou conhecimento do ataque, com consternação.

“Ao reiterar seu firme repúdio a qualquer ato de violência, o governo brasileiro expressa sua solidariedade ao governo e o povo dinarmaqueses e faz votos de pronta recuperação à primeira-ministra Frederiksen”, diz a nota do MRE

A agressão contra a primeira-ministra aconteceu na sexta-feira (7), em uma praça da região central de Copenhague, capital dinamarquesa. Frederiksen sofreu pequenos arranhões. O autor foi preso em seguida.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também se manifestou em uma rede social expressando solidariedade. “Não podemos permitir que comportamentos criminosos como este, que colocam em risco a vida das pessoas por mera discordância política, sejam a regra no mundo. Do Brasil, estendo minha solidariedade à Mette Frederiksen e todo povo dinamarquês”, afirmou.