Para CBF, denúncias de manipulação não têm credibilidade

Por Agência Senado — O presidente da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol, Wilson Luiz Seneme, criticou as denúncias de fraudes em partidas do Campeonato Brasileiro. Em depoimento à CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas, na quinta-feira (6), ele disse que as acusações feitas pelo acionista majoritário do Botafogo, John Textor, não têm credibilidade. A reunião contou, ainda, com a participação do diretor de Governança e Conformidade da CBF, Hélio Santos Menezes Junior.