Paraíba registra quase 10 mil casos casos prováveis de dengue em 2024; estado tem seis mortes confirmadas

Dengue, zika e chikungunya são transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti — Foto: GETTY IMAGES
Dengue, zika e chikungunya são transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti — Foto: GETTY IMAGES

Por g1 PB — A Paraíba registrou em cinco meses de 2024 um total de 9.969 casos prováveis de dengue. Os números estão no Boletim de Arboviroses divulgado pela Secretaria de Saúde nesta terça-feira (4). Seis mortes pela doença já foram confirmadas no estado.

A Saúde aponta ainda o registro de 1.269 casos prováveis de chikungunya e 67 casos prováveis de zika, totalizando 11.305 casos de prováveis de arboviroses até 31 de maio.

Segundo a SES, esses dados comparados ao mesmo período do ano passado representam um aumento. No caso da dengue, um aumento de 122,37% e 55% para os casos de chikungunya. Em contrapartida, também na comparação ao ano passado, houve uma redução de 6% do número de casos prováveis de zika.

Com relação a mortes, já foram seis por dengue, nas cidades de Camalaú, Conde, Campina Grande, Cabedelo e São João do Rio Peixe. Para chikungunya, são quatro óbitos confirmados em Sapé, João Pessoa, Campina Grande e Pirpirituba. Ao todo, 12 óbitos ainda estão em investigação.

O levantamento feito pela SES leva em consideração a situação epidemiológica dos 223 municípios paraibanos. Segundo o órgão, 49 cidades do estado estão em situação de alto risco para as arboviroses, enquanto 138 reclassificados como médio risco e, por fim, 36 com baixo risco.