Adolescente morre com suspeita de influenza A no Sertão da Paraíba

Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, no Sertão da Paraíba.  — Foto: Rafaela Gomes/TV Paraíba
Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, no Sertão da Paraíba. — Foto: Rafaela Gomes/TV Paraíba

Por g1 PB — Uma adolescente de 13 anos morreu nesta quinta-feira (16), no Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, no Sertão da Paraíba. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), a morte está em investigação sob suspeita de ter sido causada pelo vírus influenza A (H1N1).

Ainda segundo a secretaria, um exame do tipo swab foi feito na adolescente após apresentar os sintomas. Este exame testou positivo para a doença, mas ainda resta saber a subtipagem para confirmar se de fato a criança morreu com esse tipo de vírus.

No boletim mais recente divulgado pela SES sobre mortes por vários tipos de influenza no estado, foram contabilizados cerca de 30 óbitos, em diversas cidades paraibanas.

Um decreto assinado pelo governador João Azevêdo (PSB) declarou situação de emergência em saúde pública em todo o território da Paraíba por causa do aumento de casos de doenças respiratórias graves. O ato foi publicado na edição desta quinta-feira (16) do Diário Oficial do Estado da Paraíba (DOE-PB) e tem validade por 90 dias, podendo ser prorrogado em caso de necessidades.

De acordo com o Boletim Epidemiológico nº 4-2024, último a ser publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram 619 casos de doenças respiratórias graves nas 16 primeiras semanas de 2024, contra apenas 140 casos no mesmo período de 2023. Isso significa um aumento de 342,14% entre um ano e outro.

Os maiores aumentos são nos casos de Influenza A (de 6 casos em 2023 para 347 em 2024) e de Covid-19 (que pulou de 6 casos em 2023 para 82 em 2024).

Os números, de toda forma, estão longe daqueles registrados na época da pandemia, mas ainda assim o Estado se antecipou.

Com a declaração de situação de emergência, o Estado fica autorizado a adotar as medidas administrativas necessárias ao atendimento da situação emergencial.