Senado envia mais 2 caminhões de donativos às vítimas das enchentes do RS

A doação pode ser feita em dinheiro e por pix (chave: apcnsocial@gmail.com) ou os cobertores podem ser entregues nos postos de arrecadação no Senado e em vários pontos do Distrito Federal.
Voluntários da Liga do Bem organizam roupas arrecadas na campanha SOS Rio Grande do Sul Geraldo Magela/Agência Senado

Por Agência Senado — Nesta segunda-feira (13), dois caminhões com capacidade total de 54 toneladas saíram carregados de doações às vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. A arrecadação foi organizada pelo grupo de voluntários Liga do Bem, do Senado Federal, e segue com destino à cidade gaúcha de Santa Maria.

A carga, que será escoltada por uma viatura e quatro policiais da Polícia do Senado até o Sul, inclui cobertores, lençóis, toalhas, kits de roupas (femininas, masculinas e infantis), água e produtos de limpeza e higiene. Os veículos foram cedidos por voluntários, que também arcaram com os custos de motoristas e de combustível.

A diretora-geral do Senado, Ilana Trombka, ressaltou que este já é o terceiro envio de donativos organizado pela Liga do Bem. Na primeira etapa, foram entregues na Força Aérea Brasileira (FAB) 5,5 mil cobertores, 1,3 mil litros de água mineral, 53 quilos de leite em pó e mais de 360 outros itens de roupa de cama. Dois dias depois, saiu da garagem do Senado em direção ao RS uma carreta bi-trem com capacidade de 36 toneladas.

— Hoje [segunda-feira] saem dois caminhões com 54 toneladas, 27 cada um. Basicamente são cobertores, água, kits. Esses kits são importantes; tem kits de higiene íntima, roupas, cobertores, água e lençóis. Os kits individualizados são marcados por tamanho, feminino ou masculino, o que facilita muito o trabalho da Defesa Civil no Rio Grande do Sul, para que as doações cheguem mais rapidamente à população — ressalta.

Ana Dantas, representante da empresa que disponibilizou o transporte, explica que também atuou para garantir a segurança de todo o material até o destino.

— Disponibilizamos também nossa expertise em logística integrada para garantir que essas doações chegarão em segurança ao Rio Grande do Sul — explica.

Alguns servidores da Casa também seguem viagem para auxiliar na entrega dos donativos. A jornalista Aline Guedes é uma delas, e conta que se voluntariou assim que soube que buscavam um representantes da Secretaria de Comunicação Social (Secom) para acompanhar o comboio.

— Quando perguntaram quem queria ir, eu pensei: por que não? É uma honra representar o Senado, a Liga do Bem, a Secretaria de Comunicação Social, neste momento tão importante, tão delicado. A gente está indo para, mais que levar bens materiais, levar um abraço, uma palavra de conforto e lembrá-los que somos todos irmãos — relata.

O senador Ireneu Orth (PP-RS) também esteve no galpão da Liga e agradeceu a mobilização em solidariedade ao povo gaúcho:

— Pessoas ficaram sem nada, sem casa, sem roupa. O Brasil está se mobilizando, isso mostra unidade nacional. Um momento de comoção do RS. De várias cidades saem mercadorias, tudo que é preciso. Quando baixar a água, vamos ver todo o estrago. E daí começa a reconstrução.