ALPB aprova projeto que determina doação de parte de salários de servidores e deputados para vítimas do RS

Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) definiu que parte do salário de deputados estaduais e servidores vão ser doados para vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul — Foto: Plínio Almeira/TV Cabo Branco
Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) definiu que parte do salário de deputados estaduais e servidores vão ser doados para vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul — Foto: Plínio Almeira/TV Cabo Branco

Por g1 PB — A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, nesta terça-feira (14), um projeto de resolução que determina a doação de parte dos salários de servidores e deputados como forma de ajuda às vítimas das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul. A contribuição varia de acordo com o valor do salário. A medida entra em vigor de forma imediata.

De acordo com o projeto aprovado, os servidores do legislativo estadual que recebem até R$ 3 mil devem doar 1% dos seus rendimentos. Para outros funcionários, um valor de 2% será retirado da folha de pagamento.

Em relação aos deputados, o desconto vai ser de 4%. Todos os descontos são relativos ao mês de maio e vão ser computados apenas uma vez, ou seja, não existe previsão de desconto no contracheque dos funcionários para os meses posteriores.

“Esperamos arrecadar algo em torno de R$ 200 mil e enviar aos nossos irmãos do Rio Grande do Sul que estão passando por esse sofrimento sem precedentes na história do estado. Trata-se de uma situação na qual precisamos dar a nossa atenção e nossa contribuição”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (Republicanos).

Alguns deputados não concordaram com a proposta aprovada. A deputada Cida Ramos (PT), por exemplo, disse que a Assembleia poderia contribuir de outras formas sem prejudicar o orçamento dos servidores. Acho que poderíamos diminuir em outros gastos e encontre uma forma legal de doar esse dinheiro”, afirmou.

Os deputados e servidores que não quiserem aderir a doação vão precisar encaminhar para mesa diretora da ALPB um ofício, com os motivos pelos quais levaram a tomar a decisão de não contribuir.