Detento é flagrado com maconha no estômago ao dar entrada na Penitenciária Estadual do Seridó

Detento é flagrado com maconha no estômago ao dar entrada na Penitenciária Estadual do Seridó — Foto: Seap/Divulgação
Detento é flagrado com maconha no estômago ao dar entrada na Penitenciária Estadual do Seridó — Foto: Seap/Divulgação

Por g1 RN — Um detento foi flagrado com três papelotes de maconha no estômago quando dava entrada na Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó. A droga foi encontrada com o uso do scanner corporal de raios-x.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, o homem cumpria prisão domiciliar e era monitorado por tornozeleira eletrônica. Mas, após não se recolher em casa no período noturno e deixar a tornozeleira eletrônica descarregar, o juiz de execuções penais decretou uma sanção disciplinar onde ele deveria ficar na prisão por 28 dias. Na sexta-feira (10) ele se apresentou na unidade prisional, passou pelo scanner corporal e foi flagrado com a droga.

📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp

O detento foi encaminhado ao pronto-socorro para exames e retirada da droga, o que só ocorreu no final de semana. Ele acabou atuado por tráfico.

A diretora da unidade prisional, Izabel Maria, explicou que a penitenciária é equipada com um scanner semelhante aos utilizados nos aeroportos e que todos que adentram ao estabelecimento são submetidos ao procedimento padrão do sistema penitenciário do RN. Normalmente, o equipamento por si só já inibe as tentativas de entrada de objetos ou substâncias proibidas. Os servidores procuram principalmente drogas e eletrônicos. Mas desta vez, o operador detectou algo estranho dentro do corpo do suspeito, na região do abdômen.

O homem passou duas vezes no aparelho e após ser indagado pelos policiais penais confessou ter engolido a droga. A maconha estava envolta em papel filme (plástico) e, segundo ele, foi ingerida no dia anterior.Um detento foi flagrado com três papelotes de maconha no estômago quando dava entrada na Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó. A droga foi encontrada com o uso do scanner corporal de raios-x.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, o homem cumpria prisão domiciliar e era monitorado por tornozeleira eletrônica. Mas, após não se recolher em casa no período noturno e deixar a tornozeleira eletrônica descarregar, o juiz de execuções penais decretou uma sanção disciplinar onde ele deveria ficar na prisão por 28 dias. Na sexta-feira (10) ele se apresentou na unidade prisional, passou pelo scanner corporal e foi flagrado com a droga.

O detento foi encaminhado ao pronto-socorro para exames e retirada da droga, o que só ocorreu no final de semana. Ele acabou atuado por tráfico.

A diretora da unidade prisional, Izabel Maria, explicou que a penitenciária é equipada com um scanner semelhante aos utilizados nos aeroportos e que todos que adentram ao estabelecimento são submetidos ao procedimento padrão do sistema penitenciário do RN. Normalmente, o equipamento por si só já inibe as tentativas de entrada de objetos ou substâncias proibidas. Os servidores procuram principalmente drogas e eletrônicos. Mas desta vez, o operador detectou algo estranho dentro do corpo do suspeito, na região do abdômen.

O homem passou duas vezes no aparelho e após ser indagado pelos policiais penais confessou ter engolido a droga. A maconha estava envolta em papel filme (plástico) e, segundo ele, foi ingerida no dia anterior.