Dnit adia entrega de obra de desvio da BR-304 no RN e anuncia novo prazo até 15 de maio

Desvio da BR-304 em Lajes; construção; obra — Foto: Gustavo Brendo/Inter TV Cabugi
Desvio da BR-304 em Lajes; construção; obra — Foto: Gustavo Brendo/Inter TV CabugiApesar do prazo, obra do desvio da BR-304 não foi concluída — Foto: Gustavo Brendo/Inter TV CabugiCratera aberta na BR-304, após destruição de ponte na altura do município de Lajes, no RN — Foto: Gustavo Brendo/Inter TV Cabugi

Por g1 RN — Após o desvio da BR-304 na cidade de Lajes (RN) não ser entregue nesta sexta-feira (10), data prevista pelas autoridades, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) informou que a obra será concluída até o dia 15 de maio.

A conclusão do desvio para esta sexta-feira havia sido informada pela governadora Fátima Bezerra (PT) nas redes sociais, em um vídeo no qual ela aparece ao lado do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), Fabrício Galvão.

📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp

O trecho está interditado desde o início de abril, quando uma enxurrada derrubou a ponte sobre o Rio Ponta da Serra, na altura do km 203.

Nesta sexta-feira, no entanto, a obra não havia sido concluída, e o cenário pela manhã em Lajes era de máquinas e homens trabalhando.

Em nota enviada ao g1, o Dnit negou, no entanto, que tenha havido atraso na entrega da obra. Segundo o órgão, “o cronograma está dentro do previsto, ou seja, concluir a implantação do desvio até o final da primeira quinzena deste mês”.

O Dnit disse também que “havia a expectativa de se antecipar a conclusão, mas as condições climáticas não foram favoráveis para a execução dos serviços”.

O Dnit não informou, no entanto, qual o prazo para início e conclusão da obra de restauração da própria BR-304.

O desvio começou a ser construído no dia 3 de abril e tinha previsão inicial de conclusão de 15 dias, mas, por causa das chuvas, o Dnit anunciou que houve atraso e que estava “demandando todos os esforços” para que a construção do desvio fosse concluída até o final de abril.

No final de abril o Dnit ampliou o prazo para a primeira quinzena de maio. Mas esse prazo foi antecipado para esta sexta (10) em uma reunião da governadora Fátima Bezerra (PT), na segunda-feira (6), no Ministério dos Transportes, em Brasília.

Um desvio improvisado aberto dentro de fazendas de Lajes tem sido a alternativa usada por motoristas que utilizam a BR-304.

Para acessar o desvio, que tem 2,7 km, os motoristas precisam desembolsar R$ 20, no caso de carros de passeio, e R$ 30 no caso de caminhonetes. Carretas não podem passar pelo trecho. A via alternativa funciona no sistema pare e siga.

O anteprojeto para contratação emergencial de empresa que vai construir a nova ponte está em análise pela equipe técnica da autarquia. Após a aprovação do anteprojeto, será dado início ao processo de contratação de empresa especializada para a obra.

Segundo o Dnit nova estrutura terá “conformações diferentes da travessia que colapsou”, que visam elevar a capacidade de vazão e afastar o risco de novas ocorrências como a de março.

Não há definição de prazo para a construção de uma nova ponte.