Atendimentos voltam ao normal em hospitais universitários da Paraíba com fim de greve de servidores

Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB), em João Pessoa — Foto: Angélica Lúcio/HULW/Divulgação
Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB), em João Pessoa — Foto: Angélica Lúcio/HULW/Divulgação

Por g1 PB — Os atendimentos nos hospitais universitários em João Pessoa, Campina Grande e Cajazeiras voltaram ao normal nesta sexta-feira, após o fim da greve dos servidores iniciada no dia 2 deste mês. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (9), após um acordo coletivo de trabalho durante audiência no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O acordo prevê um reajuste de 3,09% sobre os salários e benefícios, além do aumento nos auxílios-creche e manutenção das cláusulas sociais, que era uma das principais críticas do comando de greve dos servidores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

O coordenador de operações sindicais, Adriano Furtado, considerou o acordo satisfatório para as categorias no atendimento às demandas mais urgentes como as de recomposição salarial e as cláusulas sociais.

“Os trabalhadores concordaram com a proposta que o TST encaminhou para a gente, mas ainda ficaram pendentes a equiparação entre as duas carreiras: os técnicos em radiologia e os assistentes administrativos, além de alguns auxílios que ficaram sem reajuste conforme os outros que a empresa ofereceu para os trabalhadores”, afirmou.

Segundo ele, outro ponto de demanda da greve foram os casos de assédio moral e perseguições por parte das gestões de pessoas, superintendência e divisão de enfermagem. A empresa se comprometeu em sanar esses problemas, com a criação de uma base central juntamente com a corregedoria da sede da Ebserh, com intuito de reduzir e coibir estás práticas no ambiente laboral.