Orth sugere uso de parte do fundo eleitoral para auxílio ao Rio Grande do Sul

Mesa: 
presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG); 
secretário-geral da Mesa do Senado Federal, Gustavo A. Sabóia Vieira.
Waldemir Barreto/Agência Senado

Por Agência Senado — Em pronunciamento no Plenário nesta quarta-feira (8), o senador Ireneu Orth (PP-RS) voltou a sugerir que recursos do fundo eleitoral sejam destinados para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. O parlamentar apresentou um projeto de lei (PL 1537/2024) que propõe transferir 2,2 bilhões de reais do fundo eleitoral deste ano para a reconstrução e a recuperação do Rio Grande do Sul devastado com as enchentes. Ele pediu apoio dos colegas para aprovar a matéria:

— Nós temos um valor total de R$ 4,9 bilhões, originariamente seriam R$ 2,7 bilhões, mas, como houve emendas na época da elaboração do Orçamento, no ano passado e foram acrescentados R$ 2,2 bilhões. Sugerimos liberar esse valor que foi acrescentado para ser repassado imediatamente para o estado do Rio Grande do Sul, para as pessoas que estão em dificuldades.

O parlamentar pediu empenho dos senadores, argumentando a necessidade de agir com urgência diante da magnitude da situação. Orth ressaltou que mais de 400 municípios gaúchos decretaram estado de calamidade pública, com mais de cem mortos e desaparecidos, e um número que ultrapassa 1 milhão de pessoas desabrigadas ou afetadas:

— Quando baixar a água, elas pretendem voltar para casa, mas cadê a casa? Faço este apelo, até com bastante emoção. Nós precisamos, efetivamente, fazer com que os recursos federais, assim como os recursos dos particulares, possam ser encaminhados, para nós minimizarmos o sofrimento e a dor desses gaúchos todos que estão abalados.