Coronel Azevedo repercute investigação que apura fraude na compra de respiradores

Em pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (4), na Assembleia Legislativa, o deputado Coronel Azevedo (PL) repercutiu as notícias que circulam na imprensa nacional sobre delação premiada que cita suposta participação do ex-governador da Bahia e hoje ministro da Casa Civil, Rui Costa, em fraude na compra de respiradores, em 2020, durante a pandemia de Covid-19. De acordo com o parlamentar, a ALRN foi a primeira Casa Legislativa do País, à época, a constituir Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar os fatos.   

“Esta Casa foi destaque no Brasil como o primeiro parlamento a abrir CPI sobre desvio de recursos públicos do povo potiguar e nordestino por parte do Consórcio Nordeste – a chamada ‘CPI dos Respiradores’. Circula por todo o País notícia sobre delação que implica o ex-governador Rui Costa como beneficiário do desvio de dinheiro”, disse Azevedo.

O deputado defendeu a continuidade das investigações e a devolução dos recursos aos cofres públicos. “Infelizmente o nosso Rio Grande do Norte faz parte de um consórcio que escolheu uma empresa totalmente incapaz de entregar o que vendeu. Perdemos R$ 50 milhões na compra de respiradores que, se entregues, muitas vidas teriam sido salvas. É uma delação muito grave. O Brasil vive a busca do dinheiro desviado que nunca voltou aos cofres públicos”, concluiu.