Moro o pré-candidato do podemos à presidência da República. — Foto: Camila Boehm/Agência Brasil

Por UOL Notícias — Sergio Moro, em entrevista ao canal de YouTube do Colunista Felipe Moura do UOL, explicou que evita reagir aos ataques de Gilmar Mendes por não querer transformar suas críticas ao Supremo Tribunal Federal em confronto pessoal com qualquer ministro, nem ser confundido com Jair Bolsonaro, que recente reagiu à corte com ameaças de golpe de Estado. (ASSISTIR AO VÍDEO ABAIXO)

Moro o pré-candidato do podemos à presidência da República, apontou que Gilmar erra muito ao se despir do papel de magistrado e, também, ao proferir decisões que afetam o combate à corrupção, junto a parte do Supremo.

Segundo ele, Lula deveria estar até hoje cumprindo pena, a decisão do STF de derrubar a prisão em segunda instância foi a pior da história, e não existe motivo algum para a anulação das condenações do petista. “Não existe país que avança, inclusive economicamente, baseado em corrupção desenfreada”, declarou o ex-juiz da Lava Jato.