Carro de Ramon, lateral do Flamengo, após acidente que matou ciclista no Rio — Foto: Divulgação

Por Redação do Ge e g1 Rio — Ramon, lateral-esquerdo do Flamengo, atropelou uma pessoa na noite deste sábado, na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A vítima, Jonatas Davi dos Santos, de 30 anos, morreu a caminho do hospital.

O acidente aconteceu por volta de 20h30 (de Brasília). De acordo com informações do Centro de Operações do Rio, bombeiros e policiais estão prestando atendimento no local.

Ramon foi para a 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, onde prestou depoimento, sendo liberado em seguida. Segundo apurou o ge, ele chamou a ambulância e solicitou o atendimento à vítima, um ciclista entregador de aplicativo. O jogador estava acompanhado de uma mulher no momento do acidente.

Ramon, lateral-esquerdo do Flamengo — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

– Não tenho informações ainda para passar, saber se estão corretas. O que poso falar é que o atleta, dentro do possível, dentro de uma situação dessa, estava tranquilo, chateado, triste, mas parece que ele parou, chamou, eu acho, a ambulância, o bombeiro, ele se apresentou com o advogado, fez todos os procedimentos que qualquer cidadão teria que fazer – explicou Marcos Braz, vice-presidente de futebol.

Reeleito presidente do Flamengo neste sábado para os próximos três anos, Rodolfo Landim lamentou a fatalidade.

– Claro que a gente fica muito triste. Não sabemos nem em que condições ou o que aconteceu, pelas poucas informações. É um atleta exemplar, com comportamento exemplar. Em situações como essa, é óbvio que vamos prestar todo apoio – disse.

Vice-presidente geral e jurídico do clube, Rodrigo Dunshee também falou sobre o caso e disse que o atleta tem à disposição o apoio do clube. Por enquanto, Ramon segue acompanhado de seu advogado.

– O Flamengo através do Marcos Braz e de mim colocou o departamento jurídico à disposição. Ele está acompanhado do seu advogado. Está bem, calmo, dentro do possível, prestando depoimento. É um acidente lamentável. Pelas primeiras informações que tivemos, nosso atleta não teve culpa. Marcos vai para lá agora junto com o assessor de imprensa. Qualquer coisa que ele precisar, eu também vou – disse.

Cria das categorias de base do Flamengo, Ramon fez sua estreia pelo time profissional em 2018, quando atuou em dois jogos do Carioca. Ele tem ao todo 38 partidas pela equipe principal, 24 só na atual temporada.

Jogador Ramon nega ter consumido bebida alcoólica e diz que ciclista atravessou a pista repentinamente

O jogador de futebol Ramon, lateral-esquerdo do Flamengo, nega ter consumido bebida alcoólica antes de atropelar e matar um ciclista na noite deste sábado (4), na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Em depoimento na 16ªDP (Barra), o atleta alegou que o ciclista cruzou a pista repentinamente, o surpreendeu, e que ele mesmo chamou os bombeiros.

Segundo a polícia, Ramon prestou depoimento na delegacia e não apresentava sinais de embriaguez. Em alguns casos, se não houver sinais de embriaguez, pode haver até a dispensa o exame.