Vera Lúcia de Lima, de 48 anos, uma das vítimas da chacina em Passa e Fica neste sábado (25). — Foto: Redes sociais

Por Sérgio Henrique Santos, Inter TV Cabugi e g1 — A filha de Vera Lúcia de Lima, uma das vítimas da chacina que aconteceu no município de Passa e Fica na madrugada deste sábado (25), desabafou ao chegar ao Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) para identificar o corpo da mãe. “Fui a única que consegui vir para reconhecer [o corpo]. Estou em estado de choque”, contou.

De acordo com Luciene Bento, ninguém da família entendeu, até o momento, o que aconteceu. “É uma coisa que ninguém esperava, e infelizmente aconteceu”, disse.

A filha relata que não estava com a mãe na hora do crime. “Eu estava em casa. Moro longe da minha mãe. Quem estava era minha irmã, que é doente e mora com ela. E a bebezinha dela”, explicou.

Vera Lúcia, de 48 anos, conhecida como Verinha, foi a 5ª vítima do crime. Ela foi morta com disparos de arma de fogo e golpes de arma branca.

Antes da tia, o trabalhador rural matou a ex-companheira, a filha de 7 anos, a ex-sogra e o ex-sogro. Ele também se matou.

Os seis corpos foram liberados pelo ITEP durante a noite do sábado. O sepultamento da criança, da mãe e dos avós está previsto para ser realizado às 16h deste domingo (27) em Passa e Fica. O velório acontece no ginásio de esportes do município.

A Prefeitura de Passa e Fica decretou luto oficial de 3 dias no município.

William de Lima Silva, de 33 anos, matou cinco pessoas e atentou contra outra antes de se suicidar no interior do RN. — Foto: Redes sociais
Policial mostra arma de fogo e foice usada pelo homem que matou cinco pessoas em Passa e Fica, RN — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

As vítimas que morreram foram identificadas pela PM como:

• Maria da Luz Henrique de Lima, ex-companheira
• Maria Clara de Lima e Silva, 7 anos, filha
• Maria do Livramento Henrique de Lima, ex-sogra
• Francisco Batista de Lima, ex-sogro
• Vera Lúcia, conhecida como Verinha, tia de William