Sessão ordinária desta terça (14), na Assembleia no horário destinado às lideranças partidárias. — Foto: João Gilberto

O horário destinado às lideranças partidárias na sessão ordinária desta terça-feira (14), na Assembleia Legislativa, foi marcado por debates em favor da segurança pública e da população mais carente do Estado. O primeiro a usar o horário foi o deputado subtenente Eliabe (SDD) que trouxe à pauta a problemática da alimentação dos agentes de segurança do Estado, que segundo o parlamentar, vem sofrendo com as condições oferecidas pelo Governo.

“Esse é um problema grave e recorrente. Essa temática já foi fruto de requerimento do nosso mandato, já foi pauta de reunião com as associações da categoria, mas até agora nada foi feito pelo Governo do Estado”, lamentou.

O parlamentar fez um apelo ao executivo estadual para solucionar o mais breve possível esse problema. “Que a governadora respeite os policiais e bombeiros militares e resolva esse problema da alimentação”, frisou.

Outro ponto destacado pelo subtenente Eliabe foi o fato do Governo não disponibilizar fardamentos aos policiais. “Desde o início do governo da professora Fátima que os policiais não recebem fardamento. Eles estão andando fardados porque compram com seu próprio salário, o que é um absurdo”, ponderou.

O segundo deputado a usar a palavra foi Nelter Queiroz (MDB) que falou sobre a falta de políticas públicas do Governo do Estado para beneficiar a população mais carente do RN. O parlamentar citou a redução no número de pessoas beneficiadas com o Programa do Leite em vários municípios. “Gostaria que a governadora fizesse uma análise sobre suas origens. Porque além de diminuir o número de famílias beneficiadas, ela ainda atrasa o pagamento dos pequenos criadores que repassam o leite para o Governo”, disse.

Nelter também citou o alto índice de apreensão de motos no interior do Estado. “A moto é o cavalo de antigamente. É o instrumento de trabalho de muitos agricultores. Existe uma lei que proíbe a apreensão dessas motos só pelo atraso no documento”, lamentou.

Na sequência o deputado Francisco do PT usou a palavra para rebater os colegas justificando algumas ações do Governo do Estado. “Segundo o secretário de segurança pública e o comandante da PM, já foi entregue fardamento por parte deste Governo. Reconhecemos que não entregamos em sua totalidade, mas que foi entregue foi”, disse.

Francisco disse ainda que o Governo do Estado está providenciando um novo fardamento para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte. “O Governo do Estado está com processo licitatório aberto para compra de novos fardamentos, que por sinal vai ser um material mais moderno e mais confortável”, informou.

O parlamentar lembrou que os problemas vivenciados pela Polícia Militar vêm de muitos anos e de outros governos. “Infelizmente esses problemas vêm de muito tempo e não tenho dúvidas que a governadora está fazendo todo o esforço para que essa realidade mude e os policiais militares tenham seus direitos reconhecidos”, ressaltou Francisco.

Por fim, o deputado Ubaldo Fernandes (PL) destacou o caos do transporte público da cidade de Natal. Segundo o parlamentar, o problema ocorre há muito tempo e precisa ser resolvido. “É preciso achar um denominador comum dessa conta que o povo está pagando há muito tempo”, reclamou.

Ubaldo parabenizou os vereadores de Natal pela luta para que as linhas de ônibus sejam aumentadas em 62%, com redução de tarifa. “Este crescimento estaria ligado a uma mudança completa das rotas dos ônibus. Aumentando de 81 para 90 linhas de ônibus. Sou um dos entusiastas que essas mudanças ocorram e beneficie, principalmente, a população mais carente de Natal”, finalizou Ubaldo.