A solenidade foi realizada no 16º Batalhão de Infantaria do Exército, em Natal — Foto: Assessoria

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte concedeu nesta sexta-feira (27) o título de Cidadão Norte-rio-grandense, in memoriam, ao General de Brigada Carlos Augusto Sydrião. A homenagem foi aprovada por unanimidade pela Casa em 2019, e devido a pandemia a entrega foi adiada. Mas, em setembro de 2020 o militar acabou sendo vítima da Covid-19. A propositura foi do deputado estadual coronel Azevedo (PSC).

A solenidade foi realizada no 16º Batalhão de Infantaria do Exército, em Natal, e o título foi entregue a viúva do homenageado, a major Cristiana Sydrião. O evento contou com a presença do deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM), representando o Legislativo potiguar.

“Tenho certeza que de onde estiver, General Sydrião está feliz e certo que teve sua contribuição nesta história tão rica nesta unidade do nosso Exército Brasileiro. Fica a lembrança e a saudade. E aqui, uma homenagem mais que justa a quem tanto contribuiu para o RN em sua passagem por estas terras”, disse Azevedo durante seu pronunciamento.

Nascido no Ceará, o General Carlos Sydrião dedicou muitos anos de sua vida em servir à Pátria, percorrendo várias unidades militares em diversos estados da Federação. No RN, foi comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, que celebra 80 anos de existência em 2021.

Viúva do homenageado, a Major Cristiana Sydrião agradeceu a Assembleia pelo reconhecimento. “É com muita emoção que recebemos este título. Desde quando foi aprovada a homenagem, ele havia ficado bastante feliz, já estava planejando vir a Natal pessoalmente para receber, mas infelizmente estamos perto de completar um ano de sua partida. Mas de Natal temos somente boas lembranças, de pessoas que nos acolheram muito bem, amigos queridos”, disse a Major.

O evento contou ainda com as presenças do comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, General de Brigada Carlos José Rocha Lima, o chefe do Estado Maior da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, Coronel Eduardo Henrique de Sá Oliveira, e o E4 da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, Coronel André Tavares da Silva.