O Fórum de Turismo Religioso do Seridó acontecerá de 27 a 29 de julho. — Foto: Marcos Zoroh

Apesar de ter a Diocese de Caicó como uma das promotoras do 1º Fórum de Turismo Religioso do Seridó, ao lado da ADESE e do curso de Turismo da FELCS-UFRN, o evento não será exclusivo para o debate sobre a tradição católica. Um dos destaques será para a discussão sobre a importância do hibridismo religioso no Seridó.

A mesa redonda do dia 28 de julho terá como tema: “Expressões e práticas religiosas no Seridó Potiguar: hibridismo, representações, contradições e singularidades”, com a participação dos expositores: padre Gleiber Dantas (Diocese de Caicó), professor Lourival Andrade Júnior (UFRN) e professor Marcos Silva (Universidade Federal de Sergipe).

O mediador do debate será o professor da UFRN, Hélder Macedo, que considera urgente e pertinente mostrar a diversidade religiosa que formou e forma o Seridó.

“É fato que cada vez mais a gente se convence que os seres humanos são diversos, têm opiniões diferentes. Ideias como homogeneidade, pureza e autenticidade são muito questionáveis. No Seridó, o catolicismo é a matriz religiosa que venceu, a partir do desfecho da Guerra dos Bárbaros (1683-1725), evento que resultou no enraizamento de uma colonização de matriz ocidental e cristã-católica. Ou seja, após os eventos dessa guerra, o catolicismo tornou-se institucional, o que não significa que não existam outros cultos. Temos a possibilidade de terem existido vivências cripto-judaicas, bem como, a influência das religiosidades de matriz africana”, explica o professor Helder Macedo.

O Fórum de Turismo Religioso do Seridó acontecerá de 27 a 29 de julho, durante a Festa de Sant’Ana de Caicó, com programação em plataforma digital. Pesquisadores podem fazer inscrições e submeter trabalhos pelo site: doity.com.br/forumturismoreligioso