Nathan Pablo Félix, de 10 anos, morreu após ser atropelado em Acari, no Seridó potiguar — Foto: Cedida

Por G1 RN — Uma mulher suspeita de ter atropelado e matado um menino de 10 anos no último domino (13) em Acari, na região Seridó potiguar, teve a prisão mantida pela Justiça.

Segundo a Polícia Civil, a suspeita ficou em silêncio na delegacia, porém, durante a audiência de custódia confirmou que bebeu antes de dirigir e alegou que não viu a vítima.

Nathan Pablo Félix, de 10 anos, estava brincando, andando de bicicleta em uma pista de ciclismo, quando foi atropelado, no último domingo (13).

Segundo a polícia, havia se sentado em uma calçada para ajeitar a corrente da bicicleta, quando o carro sobrou em uma curva e o atingiu.

Segundo a Polícia Militar, a motorista a mulher de 30 anos, que fugiu do local do acidente sem prestar socorro à vítima, mas foi reconhecida por testemunhas.

Ela foi localizada e detida momentos após o atropelamento e testes do bafômetro apontaram que ela estava alcoolizada.

A decisão judicial que homologou a prisão flagrante e converteu em prisão preventiva afirma que, “com efeito, os indícios de autoria e a materialidade encontram-se devidamente configurados, principalmente através dos depoimentos das testemunhas e do exame de alcoolemia”.