A médica perdeu o prazo para enviar emenda à petição inicial e ação foi extinta — Foto: Reprodução

Por Metrópoles — A ex-BBB Thelma Assis perdeu o processo de danos morais que movia contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro, por causa de comentários feitos pelo parlamentar sobre a viagem de final de ano feita por ela com alguns amigos.

“Agora é definitivo! Thelminha, ex-BBB, perde pra mim na Justiça. Me processou por mostrar sua hipocrisia (recebeu R$ 180 mil da Prefeitura de SP pra mandar o povo ficar em casa, mas seguiu viajando normalmente). Pedido extinto pela Justiça, que reconheceu que falei a verdade”, escreveu o filho de Jair Bolsonaro no Twitter.

A juíza Cinara Palhares, da 15ª Vara Cível de São Paulo, justificou a decisão afirmando que Thelma deixou transcorrer o prazo da emenda à petição inicial, solicitada pela Justiça. O instrumento serve para esclarecer questões apresentadas pela parte autora.

A princípio, a ação pode ser proposta novamente, pois não houve julgamento do mérito e a causa da extinção (falta de emenda à inicial) permite a propositura de outra ação com o mesmo teor.