Rodrigo Silva Castro, de 16 anos, foi encontrado, submerso e sem sinais vitais, por mergulhadores do Corpo de Bombeiros — Foto: Reprodução

Por Metrópoles — O jovem de 16 anos que morreu, na tarde desse domingo (24/1), em um córrego na Ponte Alta do Gama, pulou na água para salvar a mãe e a irmã, que se afogavam no momento do incidente. Rodrigo Silva Castro estava no local a lazer, com a família, quando aconteceu a fatalidade.

Por volta das 16h, a irmã do adolescente caiu no córrego. Em seguida, a mãe dele pulou na água para resgatá-la, mas estava com dificuldade. Foi então que o jovem também entrou no local, para auxiliar no resgate.

Eurípedes Fernandes Braga, de 52 anos, que presenciou a cena, também tentou ajudar a resgatar as vítimas de afogamento. Juntos, Braga e Rodrigo conseguiram retirar as mulheres de dentro da água, no entanto, foram arrastados pela correnteza.

Ao chegarem ao local, os bombeiros encontraram Eurípedes fora da água e já sem sinais vitais. Os socorristas tentaram reanimá-lo por 30 minutos, mas não conseguiram. Já Rodrigo estava submerso no córrego. Mergulhadores encontraram o corpo.

Até a última atualização desta reportagem, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) não havia informado se havia grau de parentesco entre Eurípedes e a família envolvida na tragédia.