Número só é menor que os meses de junho e julho, desde o início da pandemia. — Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Por Leonardo Erys e Norton Rafael, G1 RN e Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte registrou em novembro o maior número de casos confirmados de Covid-19 desde o mês de julho. Ao todo, os boletins diários da Secretaria do Estado da Saúde Pública (SESAP) tiveram 13.947 casos confirmados.

Esse número só está abaixo dos meses de junho (22.608) e julho (20.406), o maiores registros desde o início da pandemia.

O mês anterior, de outubro, havia indicado um crescimento, registrando 11.743 casos confirmados logo após os meses de agosto (11.332) e setembro (7.685) terem registrado uma queda.

“O que a gente tem visto no estado é que as pessoas relaxaram um pouco mais em relação a regras de distanciamento, uso de máscara, higienização das mãos. O risco maior está quando esse jovem vai para casa e pode contaminar seu pai, um familiar com comorbidade”, considerou o infectologista Igor Queiroz.

Na sexta-feira (27), o estado teve o segundo maior registro de casos de Covid-19 em um dia desde o início da pandemia, com 3.880 pessoas infectadas a mais.

A SESAP explicou na oportunidade que os casos se dão por conta do aumento da testagem e que a “maioria” é referente a pessoas que fizeram teste sorológico, ou seja, tiveram o coronavírus, mas não estão mais infectadas. Assim, esse número, segundo a pasta, não interfere no nível atual de transmissão no estado.

Também foi registrado um aumento de 90% em 30 dias na ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 no estado na última semana. Ocupação em leitos de UTI para Covid-19 aumenta 90% em um mês no RN.

O G1 voltou a procurar a Secretaria de Saúde nesta segunda-feira (30), mas não recebeu retorno até a publicação desta matéria.