Levantamento considera o número de habitantes em cada município e o resultado dos dois turnos. — Foto: Reprodução

Por Felipe Grandin, G1 — Com o resultado do segundo turno das eleições municipais, realizado neste domingo (29), o PSDB assegurou o posto de partido que vai governar o maior número brasileiros, revela uma análise nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nas cidades em que os candidatos da legenda levaram a disputa, vivem 34 milhões de pessoas. Esse número inclui as vitórias conquistadas pela sigla já no primeiro turno, ocorrido em 15 de novembro.

Neste domingo, os tucanos mantiveram a liderança com a reeleição de Bruno Covas em São Paulo, município mais populoso do país, com 12,3 milhões de habitantes.

Adotando-se o mesmo critério, o PSDB é seguido por MDB, DEM, PSD, PP e PDT, todos com mais de 10 milhões de habitantes nos municípios comandados.

*PFL virou DEM em março de 2007; PTN virou Podemos (PODE) em maio de 2017; PTdoB virou Avante em setembro de 2017; PEN virou Patriota em abril de 2018; PMDB virou MDB em maio de 2018; PSDC virou DC em maio de 2018; PPS virou Cidadania em março de 2019; PR virou PL em maio de 2019; PRB virou Republicanos em agosto de 2019. PHS, PRP e PPL foram extintos. Fonte: G1/TSE

Tucanos registram a maior perda

Apesar de continuar no topo da lista, o PSDB foi o partido que mais perdeu habitantes governados desde 2016. Ao todo, 14,3 milhões de pessoas deixaram de ser governadas pela sigla.

O PSB aparece em seguida, com saldo negativo de 7,4 milhões de habitantes.

Quem mais ganhou foi o DEM, com saldo positivo de 13,5 milhões de habitantes. O partido foi ajudado pela vitória de Eduardo Paes no Rio, segunda cidade mais populosa do país, com 6,7 milhões de habitantes. A legenda é seguida por PSD, com 9,5 milhões, e PP, com 6,9 milhões.

*PFL virou DEM em março de 2007; PTN virou Podemos (PODE) em maio de 2017; PTdoB virou Avante em setembro de 2017; PEN virou Patriota em abril de 2018; PMDB virou MDB em maio de 2018; PSDC virou DC em maio de 2018; PPS virou Cidadania em março de 2019; PR virou PL em maio de 2019; PRB virou Republicanos em agosto de 2019. PHS, PRP e PPL foram extintos. Fonte: G1/TSE