Gabriella Nascimento de Góis, de 19 anos, e João Vitor Lima da Silva, de 21, morreram em acidente na BR-226 — Foto: Arquivo Pessoal

Por G1 RN — O motorista da caminhonete envolvida no acidente que terminou com a morte de um casal na BR-226, em Macaíba, na Grande Natal, no último sábado (28) se apresentou à polícia horas depois da colisão. A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a PRF, o homem de 61 anos se apresentou à Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal. Segundo o órgão, ele foi ouvido e o veículo periciado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) antes de ser liberado. O caso está sob responsabilidade da Polícia Civil.

No dia do acidente, o homem fugiu do local, abandonando a caminhonete e as vítimas, o que é crime.

O acidente aconteceu após a moto em que estavam Gabriella Nascimento de Góis, de 19 anos, e João Vitor Lima da Silva, de 21, bater na lateral da caminhonete, que tentava atravessar a via. Com o impacto da pancada, o casal foi arremessado para dentro do veículo. Os dois morreram no local.

Sargento da PM Severino Góis com a filha Gabriella, de 19 anos, que morreu em um acidente de moto neste sábado (28) em Macaíba — Foto: Arquivo da família

O sargento Severino Góis, de 54 anos de idade, da Polícia Militar foi chamado para a ocorrência do acidente. Quando chegou ao local, ele percebeu que uma das vítimas era a própria filha. Ele definiu o momento como a “pior experiência da vida” e disse que pediu “muita força a Deus quando vi que era ela”.

O casal namorava há um ano e planejava o noivado, segundo a família. Os dois foram velados no domingo (29).

Moto em que casal trafegava ficou destruída após o acidente na BR-226, em Macaíba — Foto: Juliane Barreto/Inter TV Cabugi
Casal morreu em acidente na BR-226, em Macaíba, na Grande Natal — Foto: Juliane Barreto/Inter TV Cabugi