O presidente Jair Bolsonaro, depois de votar no Rio de Janeiro — Foto: Pilar Olivares

Por Thiago Reis, G1 — Os dois candidatos a prefeito apoiados pelo presidente Jair Bolsonaro que disputavam o 2º turno na eleição deste domingo (29) saíram derrotados das urnas. Crivella (Republicanos), no Rio, e Capitão Wagner (PROS), em Fortaleza, não se elegeram.

Na reta final da campanha eleitoral, Bolsonaro fez “lives” no Palácio Alvorada para pedir votos para 13 candidatos a prefeito, além de outros candidatos a vereador e uma candidata ao Senado por MT (o estado teve eleição suplementar para a vaga aberta após a cassação de Selma Arruda, no ano passado).

Dos 13 candidatos a prefeito apoiados pelo presidente, 11 saíram derrotados (sendo 9 no 1º turno). Apenas dois foram eleitos no país.

Não eleitos no 2º turno

Marcelo Crivella (Republicanos), atual prefeito do Rio de Janeiro e apoiado por Bolsonaro, perdeu a eleição no 2º turno para Eduardo Paes (DEM).

Em Fortaleza (CE), o candidato apoiado por Bolsonaro, capitão Wagner (PROS), foi vencido no segundo turno por Sarto (PDT).

Eleitos

Entre os candidatos às prefeituras apoiados por Bolsonaro, dois se elegeram, ambos no 1º turno.

Gustavo Nunes (PSL) venceu a disputa pela prefeitura de Ipatinga (MG). Ele teve 40,90% dos votos.

Em Parnaíba (PI), outro candidato apoiado por Bolsonaro também foi eleito. Mão Santa (DEM) venceu com 68,34% dos votos no domingo (15).

Candidatos apoiados por Bolsonaro — Foto: Amanda Paes/G1