Para senadora Zenaide Maia foi um ato covarde. — Foto: Divulgação

Diante do ato covarde e criminoso contra um homem negro, que foi espancado e morto dentro do supermercado Carrefour, em Porto Alegre (RS) na quinta-feira, a senadora Zenaide Maia se junta aos senadores Fabiano Contarato e Paulo Paim, tendo assinado o requerimento com inserção de voto de repúdio ao grupo de Supermercados Carrefour do Brasil por mais um ato de brutal violência cometido pela equipe de segurança contratada pela rede de supermercados, que espancou até a morte João Alberto Silveira Freitas, 40 anos.

O documento foi elaborado pelos dois senadores que faz parte da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal.

Para senadora foi um ato covarde. “As imagens denunciam a covardia e a violência contra um ser humano. Não podemos aceitar atos de intolerância e discriminação racial num país que é formado por 56% da sua população por negros. Vidas negras importam sim! E negar que existe racismo no Brasil é ser cúmplice desse crime”, disse Zenaide Maia.

O Carrefour tem registrado nos últimos anos seis graves ocorrências de violência em supermercados da rede de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife.