Envolvidos tiveram que prestar depoimento na 18ª Delegacia de Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) — Foto: Reprodução

POR O DIA — Nesta quarta-feira, em Brazlândia, um grupo de homens embriagados causaram uma confusão que terminou em tiroteio e ida para a delegacia. O desentendimento aconteceu em um bar da região porque os rapazes capturaram um sapo no lago e pediram a um funcionário do estabelecimento que fritasse o animal para servir de petisco, o homem recusou e terminou sendo agredido.

Durante a briga, rolaram socos e chutes para cima do funcionário, que estava em desvantagem. O proprietário do espaço afirmou à Polícia que tentou apartar a briga, mas vendo que não teria sucesso, sacou uma arma e deu um tiro em direção a porta, onde não tinha ninguém. Todos foram encaminhados para a 18ª Delegacia de Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), onde prestaram depoimento.

O dono do bar, tem o porte de armas e é praticante de tiro. Em depoimento, o empresário alegou que o tiro foi para legítima defesa de seu funcionário e que “se quisesse, teria acertado”. O sapo foi devolvido para o lago e a polícia investiga o caso.