A Universidade de Oxford dobrará o número de voluntários que serão imunizados no país — Foto: Reprodução de Internet

Depois de retomar os testes da vacina contra a Covid-19 no Brasil, a Universidade de Oxford dobrará o número de voluntários que serão imunizados no país, de 5.000 para 10 mil pessoas. Com a necessidade de dobrar também o número de cidades brasileiras, o município de Natal passa a integrar a pesquisa da vacina de Oxford.

Agora, além de São Paulo, Rio e Salvador, os municípios de Santa Maria (RS) e Porto Alegre (RS) e a capital potiguar receberão as vacinas do estudo.

De acordo com o jornal O Globo, as clínicas nessas três últimas cidades já estão prontas e devem começar a recrutar voluntários acima dos 18 anos de idade na semana que vem, após o aval da Anvisa.

Segundo Sue Ann Clemens, coordenadora dos testes da vacina de Oxford (em parceria com a AstraZeneca) no Brasil e professora da Unifesp, o recrutamento será “competitivo” –ou seja, cada centro poderá vacinar o número de voluntários que conseguir, até o limite de 10 mil no país ser atingido.

Na semana passada, os testes com a vacina de Oxford haviam sido suspensos devido à suspeita de reação adversa grave numa voluntária do Reino Unido.

*Com informações do Antagonista