Crime foi cometido dentro de um hospital particular da Ceilândia, no Distrito Federal — Foto: Redes sociais

Por IG – Último Segundo — Uma mulher de 39 anos identificada como Shirley Rúbia Gertudes foi morta pelo ex-marido na frente da própria filha, de quatro anos de idade, na Ceilândia, no Distrito Federal, na tarde da segunda-feira.

O crime foi cometido dentro de um hospital particular da Ceilândia na frente da filha do casal e do médico que a atendia. Shirley, que trabalhava como vigilante, chegou a ser socorrida e levada para um centro de cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ela e o suspeito do crime, identificado como Rafael Rodrigues Manoel, de 35 anos, teriam discutido antes da consulta. O homem teria saído do local, voltado com uma faca e desferido diversos golpes contra a mulher.

Segundo a polícia, Rafael fugiu do local e cometeu suicídio na residência na qual vivia com os pais. Ele teria cometido o feminicídio por não aceitar o término do relacionamento há cerca de quatro meses. Os dois estavam juntos há seis anos e, segundo familiares, as ameaças seriam constantes.

Além da filha de quatro anos, Shirley deixa um filho de 17.