A meta é atingir até 350 kg de queijo por semana com a nova estrutura — Foto: Assecom/RN

Há 18 anos produzindo queijo e manteiga no Sítio Pinturas, em Carnaúba dos Dantas, o casal José Filho e Maria Rejane está feliz da vida com as obras da queijeira da família. Beneficiados pelo Governo do Estado no edital de Leite e Derivados através da Cooperativa Agropecuária do Seridó (Capesa), eles planejam multiplicar a produção quando a unidade estiver pronta. As obras já ultrapassaram 80% de execução e devem ser concluídas em breve.

“Estou me sentindo realizado. Depois de tanta luta e tanto trabalho, a queijeira está quase pronta”, comemora José Filho. Atualmente ele e a esposa se dividem na produção de 40 quilos de queijo e 10 garrafas de manteiga por semana, mas quando a queijeira estiver operando de acordo com as normas sanitárias vigentes, novos empregos serão gerados e a meta é atingir até 350 kg de queijo por semana.

A capacidade instalada da pequena agroindústria vai permitir que a família consiga produzir até 350 quilos de queijo por semana e sonhar com a comercialização do produto para outras cidades do RN e também outros estados. O Governo do Estado está investindo R$ 322 mil para construir e equipar a queijeira da família Oliveira, por meio do projeto Governo Cidadão e Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), com recursos do Banco Mundial.

No último dia 12 foram abertas as licitações para compras de equipamentos para as queijeiras vinculadas à Capesa, entre elas a de José Filho. O certame, que está sendo feito todo online pela plataforma Solução Online de Licitação (SOL), tem como objetivo licitar R$ 1,6 milhão para aquisição de equipamentos como prateleiras e cubas em aço inox, coifas, fogão industrial, tanques de recepção de leite e iogurteira. Também serão licitados veículos e materiais de laboratório. A licitação da Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares do Seridó (Coafs), que também é beneficiária do Edital está em processo de análise.

Saiba mais

O Edital de Leite e Derivados é uma iniciativa do Governo que está estruturando, adequando e equipando as queijeiras do Seridó ligadas às cooperativas Capesa e Coafs, em um investimento que ultrapassa os R$ 22 milhões. Além da adequação da infraestrutura e da aquisição de maquinários e equipamentos, será promovida a melhoria na logística do transporte, comercialização e capacitação dos funcionários da comunidade. A regularização é importante para que os beneficiários recebam o selo das instituições sanitárias vigentes: Serviço de Inspeção Municipal; Instituto de Defesa e Inspeção Sanitária (IDIARN); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).