Ele alega que o irmão, morto em fevereiro, é o real autor do crime — Foto: Reprodução/G1

Por RJ1 — Depois de quase dois meses preso, o Wilton Oliveira da Costa, de 33 anos, foi liberado da cadeia na manhã deste sábado (4). O reencontro com a família foi de muita emoção.

Estudante de educação física e jardineiro do Hospital Federal do Andaraí, na Zona Norte do Rio, ele havia sido preso preventivamente no dia 12 de maio, acusado pelo roubo de uma moto ocorrido em 2018.

Wilton alega inocência e diz que foi confundido com o irmão, que foi morto em fevereiro deste ano durante uma operação policial.

Agora, Wilton responderá ao suposto crime em liberdade.