Prédio onde funciona o bar pertencia à enfermeira, que alugou o espaço — Foto: Arquivo da Família

A Polícia Civil identificou um Ônix branco como sendo o carro usado no ataque ao bar que matou a enfermeira Marinalva Ferreira da Silva, de 47 anos. O crime aconteceu no sábado (8).

O prédio onde funciona o bar fica no bairro Parque Industrial, em Parnamirim, na Grande Natal, e pertencia à vítima.

O delegado que investiga o caso, Luiz Gonzaga de Lucena, disse que não pode dar mais informações para não atrapalhar as investigações.

O caso

Três homens encapuzados metralharam o bar. No momento dos disparos, apenas a enfermeira foi atingida. Marinalva morreu na hora.

Segundo a Polícia Militar, os criminosos estavam encapuzados e já chegaram atirando.

A enfermeira trabalhava no Hospital da Polícia Militar e no Hospital Giselda Trigueiro.

A Polícia Civil segue as investigações do caso.