Polícia Civil confirmou 27ª morte nesta sexta-feira (29) — Foto: Ney Douglas

Por Heilysmar Lima/Portal no ar — O número de mortos na Penitenciária de Alcaçuz, no confronto entre facções criminosas em janeiro de 2017, subiu de 26 para 27. A informação foi confirmada pela Polícia Civil, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (29), na Delegacia Geral, no bairro de Cidade da Esperança, na zona Oeste de Natal.

De acordo com o delegado Marcos Vinícius, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a descoberta de mais uma morte aconteceu após os interrogatórios feitos com os presos a partir de junho de 2019.

“Chegamos [ao novo número] nas oitivas dos envolvidos que começou de junho para cá. Passamos praticamente três dias acampados em Alcaçuz e ouvimos 400 presos. Foi aí que nós tivemos a comprovação dessa 27ª vítima”, esclareceu.

Segundo o delegado, o homem já foi identificado. No entanto, ainda não há confirmação oficial da real identidade dele, que será possível apenas depois de exames. “Nós temos o nome dele, os familiares, mas a gente precisa da comprovação”, explicou o delegado.

A guerra entre facções em Alcaçuz explodiu no dia 14 de janeiro de 2017. As cenas de violência entre os presos correram o mundo. A penitenciária, a principal do estado, ficou totalmente destruída.