Queimada em área de vegetação teve início na segunda-feira (16) e chegou a ameaçar o santuário, principal ponto turístico da cidade — Foto: CBM.

Por G1 RN — O incêndio florestal na Serra do Lima, no município de Patu, no Rio Grande do Norte, foi controlado na tarde desta sexta-feira (20). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros do estado. Os militares, no entanto, vão seguir na cidade como medida de precaução.

A área de vegetação estava em chamas desde a tarde de segunda-feira (16), quando a queimada começou, e ameaçou inclusive o Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis. Segundo o prefeito da cidade, Rivelino Câmara, as chamas chegaram a ficar a cerca de 60 metros do local, que é o principal ponto turístico da região.

Nesta manhã, o Corpo de Bombeiros havia informado que a região amanheceu “apenas com sinais de fumaça”. Na quinta-feira (19), o incêndio já estava parcialmente controlado.

Cerca de 45 bombeiros, além de voluntários, participaram da ação para combater as chamas. A maior dificuldade, segundo a corporação, era chegar a alguns pontos de difícil acesso.

Ainda não se sabe o que causou o incêndio e ainda não é possível dimensionar a área atingida. Até o momento, no entanto, não há relato de feridos ou animais mortos nem de danos em edificações.

Turismo ameaçado

As chamas chegaram bem perto do Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis, igreja que fica no alto da Serra do Lima, principal ponto turístico da região.

Na terça-feira (17), bombeiros e policiais militares, além de equipes da prefeitura de Patu e voluntários, lutaram para controlar as chamas antes que elas atingissem o local. Atrás da igreja também há uma pousada.

Tratores

Durante a madrugada desta sexta-feira (20), a força-tarefa montada para combater as chamas conseguiu debelar mais focos de incêndios. O trabalho se concentrou na aberturas de estradas, com o uso de tratores, e foi realizado um mapeamento aéreo no intuito de chegar mais próximo dos focos mais difíceis.