Gabigol foi o autor dos dois gols para o Flamengo em noite épica no Maracanã — Foto: Alexandre/Flamengo

Foi com sofrimento, mas o Flamengo conquistou a classificação para as quartas de final da Libertadores.

Nesta quarta-feira, os rubro-negros venceram o Emelec-EQU nos pênaltis, no Maracanã, e vão enfrentar o Internacional.

O Flamengo iniciou a partida a todo vapor e chegou aos 2 a 0 antes dos 20 minutos, com dois gols de Gabigol.

No entanto, depois disso, o confronto ficou equilibrado e permaneceu assim até o apito final, levando o duelo para os pênaltis.

Gabigol foi o autor dos dois gols para o Flamengo em noite épica no Maracanã — Foto: Alexandre/Flamengo
Gabigol foi o autor dos dois gols para o Flamengo em noite épica no Maracanã — Foto: Alexandre/Flamengo
Gabigol foi o autor dos dois gols para o Flamengo em noite épica no Maracanã — Foto: Marcelo Cortes/CRF

Jorge Jesus

“É impossível uma equipe jogar como o Flamengo fez por 45 minutos, quando o Emelec não fez um arremate. Foram 70% de posse de bola, como que você quer que uma equipe seja, no Brasil, China ou Europa, como o Flamengo foi por 105 metros pressionando o portador da bola e chegue na segunda parte com a mesma intensidade? Sabe onde isso acontece? No PlayStation. Somente no Playstation”, retrucou Jesus se referindo ao popular videogame.

O comandante disse ainda que o bom desempenho nas cobranças de pênaltis não foi questão de sorte, e sim de trabalho específico realizado nos últimos dias.

“Era difícil mudar com o carro em andamento, mas conseguimos e trabalhamos bem a equipe para o caso de penalidades. Não é sorte, é trabalho. E viemos trabalhar ao longo do tempo, inclusive hoje pela manhã,” revelou Jorge Jesus.