Carlos Eduardo (PDT) participou de sabatina na FIERN (Foto: FIERN/Divulgação)

O candidato ao governo Carlos Eduardo (PDT) afirmou que o Estado precisa de um pacto social dentro de uma corresponsabilidade para resgatar o Rio Grande do Norte da pior crise fiscal, econômica, fiscal e política de sua história. Ele está participando de sabatina promovida pela FIERN na tarde desta segunda-feira (22). Pela manhã, foi ouvida a candidata Fátima Bezerra (PT).

O ex-prefeito de Natal disse para os empresários que, se eleito governador, no dia seguinte a posse, fará a publicação no Diário Oficial do Estado, dos decretos que vão permitir medidas pra começar a sanear as finanças do Estado. No dia 2 de janeiro, segundo ele, já subirá as escadas da Assembleia Legislativa “e entregar nas mãos dos 24 deputados estaduais” os projetos de lei necessários à reforma administrativa do Estado.

O candidato também anunciou que, se eleito, fará parceria com instituições como a Fiern. Respondendo o questionamento de empresários, ele disse que vai ouvir à classe produtiva ligada à indústria e ao comércio, “pra escolher o perfil” do futuro secretário estadual de Desenvolvimento Econômico.

O segundo turno das eleições 2018 acontecem neste domingo (28). No Rio Grande do Norte, os eleitores irão votar para os cargos de governador e presidente.