O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, anuncia apoio da sigla à candidatura de Fernando Haddad (PT) (Foto: Fernanda Calgaro/G1)

Os integrantes da Executiva Nacional do PSB aprovaram nesta terça-feira (9) resolução em apoio ao candidato do Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad, no segundo turno das eleições presidenciais.

Pela decisão, os diretórios do Distrito Federal, de São Paulo e de Sergipe, onde o partido disputa o segundo turno, poderão se posicionar de forma independente, levando em consideração as alianças locais.

Durante a reunião, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, defendeu a necessidade de se formar uma frente “ampla e democrática”, composta por “todos os democratas e nacionalistas”, instituições partidárias e da sociedade civil para um “projeto de desenvolvimento soberano e inclusivo”.

A Executiva também aprovou uma agenda mínima com diretrizes para um projeto de desenvolvimento nacional necessário “à realização de um governo efetivamente democrático e popular”.

O documento, que será entregue a Haddad, defende a recuperação de um planejamento nacional de curto, médio e longo prazo, investimentos “massivos” em ciência, tecnologia e inovação, universalização da educação de qualidade, e aproveitamento do potencial energético, principalmente de energias limpas.

A resolução também sustenta a necessidade de recuperação e ampliação da infraestrutura nacional – portos, aeroportos, telefonia, mobilidade e transporte – ampliação da economia criativa, fortalecimento da micro e pequena empresa e o novo federalismo.

O texto ainda aponta para a “a defesa intransigente” da pluralidade e da diversidade, a defesa das minorias, para combater “ameaças que tem recorte de natureza fascista”.

Assessoria de Comunicação/PSB Nacional