Beyoncé, “Formation” (Foto: © Reprodução)

Por iG São Paulo – Ex-baterista que trabalhou com a banda da cantora Beyoncé afirma que a artista está envolvida em práticas de bruxaria e magia negra e usando seus feitiços para comandar suas finanças e seus contatos pessoais.

De acordo com documentos judiciais obtidos pelo site The Blast, Kimberly Thompson trabalhou por 7 anos com a cantora Beyoncé. Ela ainda diz que Bey iniciou uma campanha de assédio contra ela, que inclui “Feitiçaria extrema, magias das trevas” e “Feitiços mágicos de abuso sexual”.

Kimberly Thompson também contou no documentos que a cantora também deu uma “limonada” para seu gato e que ele morreu depois. A baterista acredita que Beyoncé controlou seu contatos de telefone e sua finanças.

De acordo com entrevistas, Thompson trabalhou com a artista com uma banda só de mulheres e gravou vários álbuns em sua própria gravados. Uma ordem de restrição temporária a pedido de Thompson foi negada por um juiz pelos discursos de feitiçaria.

Beyoncé fala sobre autoaceitação

Beyoncé estrela capa histórica da Vogue (Foto: Reprodução/Instagram)

Recentemente, a diva do pop mundial estampou a histórica capa da Vogue em setembro, falou sobre as dificuldades que teve durante a gestação dos gêmeos Sir e Rumi Carter, relação com o próprio corpo e família.

Acantora relembou momentos após o nscimentos dos gêmeos: “Eu tinha 98 quilos no dia em que dei à luz Rumi e Sir. Eu estava inchada e em repouso por mais de um mês. Minha saúde e a saúde de meus bebês estavam em perigo, então eu tive uma cesariana de emergência. Passamos muitas semanas na UTI Neonatal”. disse ela.

“Eu aceitei o que meu corpo queria ser. Depois de seis meses, comecei a me preparar para o Coachella. Eu me tornei vegana temporariamente, abri mão de café, álcool e todas as bebidas de frutas. Mas eu fui paciente comigo mesma e aproveitei minhas curvas mais cheias”, disse a cantora sobre autoaceitação.

Beyoncé ainda ressaltou a importância “mulheres e homens vejam e apreciem a beleza em seus corpos naturais”. A cantora escolheu estampar a capa da Vogue sem perucas ou extensões de cabelo.