Deputado federal Rafael Motta (PSB) - Foto: Divulgação
Após solicitar informações a Petrobras a respeito de investimento no Rio Grande do Norte, o deputado Federal Rafael Motta (PSB) participou de reunião da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal (CDR) para tratar a respeito da Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC), em Guamaré.
Durante a audiência, o deputado mostrou seu posicionamento a respeito da decisão da Petrobras e fez alguns questionamentos ao gerente-geral do E&P da Petrobras, Tuerte Rolim, sobre números da Refinaria.
O gerente-geral garantiu ao parlamentar que “não haverá demissões” e nem o rebaixamento da Clara Camarão para Ativo Industrial.
A empresa tem planos de devolver a Refinaria à Diretoria de Exploração & Produção da Petrobras e isso acarreta na mudança de classificação da RPCC para “Ativo Industrial de Guamaré“ e um dos principais impactos é a sua exclusão do Plano Estratégico e das discussões da Diretoria de Refino e Gás Natural.
A reunião foi presidida pela senadora Fátima Bezerra e contou com a participação de integrantes da bancada potiguar na Câmara e Senado além de representantes da Petrobras, Governo do Estado, Sindicato das Empresas do Setor Energético do Rio Grande do Norte, e do Sindipetro/RN.