Atualmente o governo tem um débito em atraso de R$ 4.000.000.00 (quatro milhões de reais) com a empresa LINDE GASES LTDA - Foto: Reprodução
A principal emergência do Rio Grande do Norte, o Hospital Walfredo Gurgel em Natal e outros hospitais do Estado poderão ficar sem a distribuição do serviço de oxigênio pela falta de pagamento do Governo Estadual. Atualmente o governo tem um débito em atraso de R$ 4.000.000.00 (quatro milhões de reais) com a empresa LINDE GASES LTDA que fornece o oxigênio para diversos hospitais do RN.
Com a intenção de receber os pagamentos pelo serviços já prestados a empresa acionou a justiça por meio de uma ação para que seus equipamentos fossem retirados dos hospitais no RN. O juiz estadual Bruno Bezerra deu a sentença favorável a empresa, determinando a retirada dos equipamentos. Caso não se cumpra os prazos estipulados na decisão judicial será aplicada multa diária de 50.000,00. (VER TODAS AS IMAGENS ABAIXO)
Outro Lado
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) informou por meio de nota que em momento algum deu calote em qualquer empresa que presta serviços à Secretaria. O que houve, com relação à compra de oxigênio é que o contrato que havia com a empresa que prestava o serviço à rede pública hospitalar se encerrou e a empresa queria retirar os equipamentos dos hospitais, mas a justiça determinou que ela mantivesse os equipamentos até a conclusão de uma nova licitação.
A saúde estadual também informou que o Secretário de Saúde determinou que orientassem a empresa a fazer a cobrança dos serviços prestados e ainda não pagos, que a SESAP faria o pagamento pela via indenizatória. A SESAP irá pagar todo o atrasado.