Lázaro de Tiquinha, ex-jogador do Clube Atlético Piranhas (CAP) - Reprodução/Arquivo pessoal

Por volta das 20h desta segunda-feira, dia 22 de maio foi registrado um crime de homicídio na cidade de Jardim de Piranhas, Região Seridó potiguar. O delito teria ocorrido em uma rua por trás da cadeia velha. De acordo com a Polícia Militar, Lázaro de Tiquinha estava andando quando foi alvo de disparos.

O ex-jogador do Clube Atlético Piranhas (CAP), foi alvejado por cerca de cinco disparos de arma de fogo. Lázaro de Tiquinha era pai de Everton que também foi jogador do CAP. Testemunhas relataram para os policiais que homens em uma motocicleta passaram atirando.

Lázaro morava sozinho e tomava conta de um tear que confeccionava produtos como panos de prato, mantas e redes de dormir, como é de costume na cidade de Jardim de Piranhas que possui várias indústrias de tecelagem.

A diretoria do CAP emitiu uma nota de pesar pelo falecimento de Lázaro que era um apaixonado por futebol:

“A diretoria do Clube Atlético Piranhas lamenta profundamente o falecimento de seu ex-jogador, ex-diretor e apaixonado torcedor Lázaro de Tiquinha e se junta aos familiares e amigos na dor dessa irreparável perda. O CAP decreta luto de sete dias como forma de reconhecimento e gratidão a um de seus mais valorosos torcedores. Descanse em paz, fiel tricolor”.