Cabo J. Neto foi assassinado dentro de casa, em Parelhas (Foto: PM/Divulgação)

Anderson Barbosa
Do G1 RN

Um cabo da Polícia Militar foi assassinado na madrugada deste sábado (4) em Parelhas, cidade da região Seridó potiguar. José Borges Neto estava dentro de casa, ao lado da mulher e da filha do casal, quando foi baleado. O PM levou tiros no rosto, cabeça e em um dos braços. O assassino, que seria um ex-presidiário, também morreu.

Em contato com o G1, o cabo Humberto Almeida, que também trabalha em Parelhas, contou que o cabo J. Neto e a família estavam dormindo quando o criminoso invadiu a casa. “Disseram que ele entrou pelo telhado, mas isso ainda está sendo apurado. O fato é que ele invadiu a residência e executou o policial. Antes, o assassino ainda disse: mandaram eu fazer, então eu vim fazer”, ressaltou.

“A mulher viu tudo. Já filha, que ficou trancada no quarto dela, foi quem ligou para o 190 e acionou a guarnição. Na fuga, o criminoso ainda fez a mulher do cabo de refém, trocou tiros com os policiais que foram atender a ocorrência e acabou baleado e morto”, acrescentou Humberto.

O homem que matou J. Neto foi identificado apenas como ‘Nico’. Segundo o cabo Humberto, ele teria deixado a prisão a pouco tempo após cumprir pena por homicídio. A arma que estava com ele, um revólver calibre 38, foi apreendida.