Presidente do TJRN, desembargador Expedito Ferreira de Souza

Do Novo Jornal – O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), Expedito Ferreira, afirmou em entrevista ao NOVO que pelo menos seis apenados fugiram da Penitenciária Estadual de Alcaçuz no último sábado (14), durante a rebelião que resultou 26 mortes – confirmadas até o momento – dentro da unidade.

Expedito, que passou a noite de sábado reunido com o governador Robinson Faria e outras autoridades do estado no Gabinete de Gestão Integrada (GGI), no Centro Administrativo, recebeu lá mesmo essa informação. Apesar disso, em coletiva no domingo (15), os secretários de Segurança e de Justiça e Cidadania, Caio Bezerra e Wallber Virgolino, afirmaram que apenas um preso havia escapado, Esse homem foi recapturado logo em seguida e passou algumas informações aos policiais.

A versão do desembargador, porém, acrescenta ao cálculo pelo menos outros cinco foragidos, além do recapturado. “Quando balearam esse preso ele disse que já tinham fugido seis ou sete na frente dele”, declarou o desembargador com exclusividade ao NOVO, na tarde de hoje. Expedito Ferreira deixou o GGI por volta da meia-noite de sábado.

Dois homens que foram presos pela Polícia Militar na Paraíba nesta segunda-feira (16) confirmaram serem fugitivos de Alcaçuz. A Polícia Militar do Rio Grande do Norte também prendeu hoje, na Redinha, outro fugitivo. As apreensões corroboram com a versão do presidente do Judiciário.

Nesta segunda-feira (16), o governo informou, em nota, que fará recontagem dos presos.