Sessão na Câmara Municipal de Natal (Foto: Elpídio Júnior)

Os vereadores da Câmara Municipal de Natal derrubaram, de forma unânime, veto do Executivo em uma emenda do Projeto de Lei nº 97/2016, de autoria da ex-vereadora Amanda Gurgel, que tratava da complementação financeira para alimentação dos professores da rede municipal de ensino.

O ponto em questão “estima receitas e fixa as despesas do Município de Natal para o exercício financeiro de 2017”. Esta foi uma das votações realizadas na sessão desta quinta-feira, 10. Para a vereadora Nina Souza (PEN), este é um benefício dos mais importantes e que “os profissionais precisam ter isso garantido”.

Outro Projeto de Lei aprovado foi do ex-vereador Júlio Protásio e subscrito pela vereadora Ana Paula (PSDC), que dispõe sobre a impossibilidade de cancelamento de forma unilateral, por parte da administradora que esteja concedendo plano ou seguro de saúde, antes do fim do contrato de prestação de serviço em relação ao cidadão do Município do Natal.

O vereador Aldo Clemente (PMB) teve aprovado o PL que dispõe sobre a informatização da carteira de vacinação no município do Natal.

Também foram aprovados o Projeto de Lei do ex-vereador Bertone Marinho, que foi subscrito pelos vereadores Cícero Martins (PTB) e Carla Dickson (PROS), que reconhece de Utilidade Pública a “Associação Jesus Warriors Brasil”, e o Projeto da vereadora Carla Dickson (PROS), subscrita pelo presidente da Casa, vereador Ney Lopes Júnior (PSD), que institui a Semana da Cultura Evangélica no Município do Natal.