Confronto foi na madrugada desta sexta-feira (29), no Mosquito em Natal; carro de morador foi usado para obstruir avenida (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)

Do G1 RN – m novo confronto entre facções criminosas aconteceu na madrugada desta sexta-feira (29), na Comunidade do Mosquito, Zona Oeste de Natal. A Polícia Militar foi acionada e houve troca de tiros com os criminosos. Um homem morreu. Já na manhã desta sexta (29) um corpo decapitado foi encontrado na comunidade.

A Comunidade do Mosquito fica na Zona Oeste de Natal, ao lado da linha do trem, antes da Ponte de Igapó. De acordo com a Polícia Militar, durante a madrugada, criminosos de uma facção rival tentaram invadir a comunidade por três vezes.

Ainda segundo informações da PM, cerca de 20 homens chegaram à Comunidade do Mosquito pelo rio Potengi e pela Avenida Felizardo Moura. Eles usaram o carro de um morador para obstruir a avenida e impedir a passagem de veículos no local. Houve troca de tiros entre os criminosos de facções rivais.

A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar ao local, entrou em confronto com os bandidos. Um homem, ainda não identificado, foi atingido. Ele foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu. Segundo a polícia, uma pistola foi apreendida com o homem. Ninguém foi preso.

Corpo decapitado
Por volta das 5h40, a PM foi novamente acionada e informada de que havia um homem decapitado na comunidade. Policiais foram ao local e isolaram a área até a chegada do Itep. De acordo com moradores, o homem foi morto por criminosos de uma facção rival.

Área de confrontos
A Comunidade do Mosquito é vizinha à Comunidade Beira Rio. Ambas são dominadas por facções criminosas e têm sido palco de confrontos entre facções e operações policiais nos últimos dias.

Na última terça-feira (26), uma operação da Força Nacional e Polícia Civil na Comunidade do Mosquito apreendeu uma lista com nomes de integrantes de facção criminosa que tem atuação no Rio Grande do Norte e em outros estados do país. O trabalho resultou também na apreensão de drogas e armas, além da prisão de duas pessoas. Um homem morreu após entrar em confronto com os policiais.

No dia 19 de junho, outro confronto entre facções criminosas e um policial militar deixou um morto na comunidade Beira Rio.

No dia 15 de junho, um confronto entre facções criminosas rivais na comunidade Beira Rio deixou uma adolescente de 14 anos morta e parou o trânsito na ponte de Igapó. De acordo com a polícia, cerca de 15 homens armados chegaram à comunidade Beira Rio para tentar dominar o território de uma facção rival.

Já na Comunidade do Mosquito, no dia 13 de junho, pelo menos três pessoas morreram em um confronto entre criminosos e a Polícia Militar. Após o confronto, moradores do Mosquito jogaram um corpo no meio da Avenida Felizardo Moura e atearam fogo em entulhos, interrompendo o trânsito nos dois sentidos da Ponte de Igapó.