Conforme o pedido, a ação não irá gerar ônus ao Senado (Foto: Roberto Stuckert)

A Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal aprovou a realização, nesta quarta-feira, dia 12, de uma diligência na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). A finalidade é analisar as condições de encarceramento a que estão sendo submetidos os presos no local, dentre eles o ex-presidente Lula.

A solicitação, de autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), ocorreu após a juíza Carolina Moura Lebbos negar a solicitação do senador Roberto Requião (MDB-PR) para que ele, outros dois senadores e nove governadores – entre eles Camilo Santana (PT) – visitassem o petista. De acordo com a juíza ‘’não há fundamento para a flexibilização do regime geral de visitas” na carceragem da Polícia Federal.

Em outra frente de ação, parlamentares do Partido dos Trabalhadores conseguiram aprovar em Plenário a criação de uma comissão externa, com finalidade semelhante. Doze senadores irão verificar as condições em que se encontram o ex-presidente. Na apresentação do requerimento, os apoiadores de Lula levaram cartazes de apoio ao petista e gritaram “Lula livre”. Conforme o pedido, a ação não irá gerar ônus ao Senado.