Presidente da Casa avalia diálogo com STF para tratar do tema (Foto: © Reuters/ Adriano Machado)

A decisão do juiz Sergio Moro em permitir que apenas familiares e advogados sejam autorizados a visitar Lula na prisão pode ter, como consequência, um embate entre a Câmara dos Deputados e o Judiciário.

A avaliação é do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que defende consulta à presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, sobre a possibilidade de os parlamentares terem respaldo da Corte para visitarem o ex-presidente.

O receio maior de Maia, segundo a Folha de S. Paulo, é ter de iniciar enfrentamento público caso os deputados optem por não conversar com a presidente do Supremo, sigam para Curitiba e sejam barrados na porta da Polícia Federal.