Ao lado de lideranças do PSDB, Doria anuncia sua pré-candidatura ao governo de São Paulo (Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO)

Do UOL – O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou oficialmente nesta segunda-feira (12) sua pré-candidatura ao governo do Estado. As prévias do PSDB, previstas para o próximo domingo (18), definirão quem disputará o governo de São Paulo pelo partido. Caso haja necessidade de segundo turno, ele será realizado no dia 25 de março.

Em ato no diretório estadual do PSDB, em Moema (zona sul de SP), Doria aceitou a indicação de seu nome para as prévias da legenda. Para concorrer ao governo, ele terá que deixar a Prefeitura até o dia 7 de abril.

O nome do prefeito foi registrado pouco depois das 17h desta segunda pelo deputado estadual Cauê Macris, presidente da ALESP (Assembleia Legislativa de São Paulo), pelo vereador e presidente municipal do PSDB, João Jorge, pela vereadora Adriana Ramalho e pelo prefeito de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), Orlando Morando.

Em encontro com militantes na sede estadual do PSDB, Doria afirmou que ficou “sensibilizado” com o apoio feito por 1.785 delegados tucanos que assinaram documento para inscrevê-lo nas primárias. Ele disse que não pediu para ninguém inscrevê-lo nas primárias.

“Vocês querem uma candidatura vitoriosa ou querem uma derrotada?”, questionou Doria em discurso para os apoiadores. “Está aceita essa manifestação, vamos à vitória”, discursou.

O prefeito afirmou que seu maior objetivo no Estado é dar vitória ao padrinho político, Geraldo Alckmin pré-candidatura a presidente da República, na eleição estadual. “A decisão da eleição nacional será aqui em São Paulo.”

Ainda sobre Alckmin, Doriva evitou rivalizar com o vice-governador Márcio França (PSB), que também é pré-candidato. O prefeito disse que os dois palanques poderão eleger Alckmin para o Planalto e reforçou que não há “mal nenhum” na existência de dois palanques de Alckmin em São Paulo. “Juntos poderemos fazer, o objetivo maior é eleger Geraldo Alckmin presidente do Brasil”.

Pouco antes de anunciar oficialmente sua pré-candidatura, Doria confirmou, em conversa com o apresentador José Luiz Datena, que aceitaria a indicação dos parlamentares.

Doria disputará as prévias do PSDB com outros três pré-candidatos: José Aníbal, Floriano Pesaro e Luís Felipe d’Ávila.

Pelo prazo do diretório, os candidatos têm só até amanhã (13) para oficializarem seus nomes para disputar as prévias. Esta é a primeira vez, em quase 30 anos do partido, que o PSDB paulista realizará prévias para a sucessão estadual.