Os recursos foram assegurados durante audiência com o ministro Marx Beltrão (Foto: Divulgação/Assessoria)

Boa notícia para o setor do turismo em Natal. O deputado federal Walter Alves (MDB-RN) conseguiu, no Ministério do Turismo, a liberação de R$ 7 milhões para obras importantes na capital do Rio Grande do Norte. Os recursos foram assegurados durante audiência, realizada nesta terça-feira, dia de março, com o ministro Marx Beltrão.

O valor assegurado pelo parlamentar será destinado às obras de reforma e ampliação do Centro de Convenções de Natal (CCN) – R$ 5 milhões – e obras do Museu da Rampa – R$ 2 milhões. “Mais uma vez o ministro Marx Beltrão foi solícito à nossa solicitação e os recursos para essas obras importantes em Natal estão assegurados. O turismo vai crescer com isso. Em breve, o Centro de Convenções e a Rampa estarão com as obras concluídas”, disse o deputado Walter Alves.

Durante a audiência, o ministro ressaltou a importância dos dois equipamentos para o turismo na capital no Rio Grande do Norte e parabenizou o empenho do deputado Walter Alves. “O Governo Federal investe na melhoria do turismo no Rio Grande do Norte através desses projetos. O deputado Walter Alves é um defensor do estado e está sempre presente procurando recursos para benefício da economia e população”, afirmou Marx Beltrão.

Obras

A ampliação do CCN e a restauração do antigo prédio da Rampa, que inclui a construção de novos equipamentos na área do complexo cultural, são consideradas pelo Ministério do Turismo como as maiores no estado.

As obras de ampliação do Centro de Convenções contam com repasse da ordem de R$ 30 milhões da pasta. O local passará da área atual de 14.255,39 m² para 23.639,32 m², duplicando sua capacidade para 12 mil pessoas.

Já nas obras do Complexo da Rampa, além da restauração da antiga estação de passageiros da base de hidroaviões do rio Potengi, serão construídos um novo píer e o Memorial do Aviador. A ideia é atrair visitantes locais e turistas, inclusive estrangeiros, para o local que está intimamente ligado aos primórdios da aviação e a Segunda Guerra Mundial. O investimento é na ordem de R$ 8 milhões.