Fato vem sendo visto como uma manobra para manter o atual presidente no cargo (Foto: Reprodução)

O presidente da Câmara de São José de Campestre, Joseilson Borges da Costa, decidiu não cumprir a decisão do desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande Norte, Virgílio Macêdo Júnior, que mandou reintegrar o vereador José André Mendonça ao mandato.

“Isto é um absurdo. Desde dia 28 de dezembro que tento exercer meu direito. Mas estou impedido pelo autoritarismo e jeito antidemocrático de agir do atual presidente da Câmara, que inclusive foi eleito ilegalmente como será demonstrado um processo judicial em curso”, disse o vereador afastado.

O fato vem sendo visto como uma manobra em Campestre, para manter o atual presidente no cargo. O Blog da Thaisa Galvão questionou o presidente do TJ/RN, desembargador Expedito Ferreira de Souza, sobre o fato de uma decisão da Casa não ter sido acatada no município.

Ele afirmou que o Tribunal de Justiça só pode agir mediante reclamação.

Explicando: alguém tem que recorrer ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para questionar o porquê da decisão da Corte ter sido desrespeitada por um presidente de Câmara.

O assunto vai continuar rendendo…

Blog da Thaisa Galvão