Saiba diferenciar notícia real de boato e veja trabalho de duas universidades federais (Foto: Reprodução/Fantástico/TV Globo)

Do Fantástico – Quem tem acesso à internet e às redes sociais provavelmente já se deparou com notícias falsas, mesmo que não tenha se dado conta disso. No ambiente virtual, as chamadas fake news são rapidamente compartilhadas e espalhadas, com a ajuda de robôs.

Segundo a Universidade de Oxford, mais da metade do tráfego da internet é feito por bots, programas que simulam ações humanas repetidas vezes e de maneira padrão. São capazes de fazer um tema se transformar em tendência, atacar uma figura pública, espalhar um boato e, inclusive, ser importante arma política.

Reportagem do Fantástico investiga o mundo das notícias falsas para mostrar como elas nascem e viralizam, dá dicas sobre como diferenciar a notícia real do boato e apresenta um estudo sobre o assunto feito por duas universidades federais, da Paraíba e de Minas Gerais.

CLIQUE AQUI para assistir a matéria especial na íntegra.